;

24 de set de 2009

Regiões do mundo Pokemon

Região Pokémon

A Região Pokémon é o pequeno continente onde se passa o game Pokémon Mystery Dungeon e o especial de TV. Não se sabe exatamente a localização deste continente em relação a Kanto, Hoenn, Sinnoh e as outras importantes regiões.
Esta é uma região cheia de perigosos calabouços, locais onde acontecem as mais diversas missões de resgate. Aqui também há uma grande cidade, com diversos estabelecimentos, onde residem muitos Pokémon.
O continente não é habitado por humanos, apenas por Pokémon, mas estes sabem sobre a existência dos seres humanos em regiões distantes dali. Aqui não há organizações criminosas, mas sim grupos de Pokémon encrenqueiros como o Team Meanies.
Além destes, também há as equipes de resgate, que são como os bombeiros do mundo Pokémon! Eles estão sempre dispostos e preparados a partir em missões de resgate, como a busca de Pokémon perdidos nos calabouços.

Kanto

Kanto é uma grande região situada a leste de Johto. Foi a primeira região a ser descoberta e a primeira a ser introduzida nos jogos. É possível explorar esta região através dos games Pokémon Green, Red, Blue, Yellow, Gold, Silver, Crystal e nos remakes Pokémon Fire Red e Leaf Green.
A maioria das cidades da região de Kanto tem nomes de cores como Veridiana, Lavanda e o Planalto Índigo por exemplo. O pesquisador mais famoso da região é o Professor Carvalho, cujo laboratório situa-se na Cidade de Pallet.
Ao completar 10 anos, as crianças que residem em Kanto e que desejam se tornar treinadores devem se dirigir à Cidade de Pallet para pegar seu primeiro Pokémon com o Professor Carvalho. Esses treinadores novatos têm a possibilidade de escolha entre três Pokémon: Bulbasaur, Charmander ou Squirtle.
Por ser uma região muito extensa, Kanto tem sua própria Liga Pokémon, que é disputada uma vez por ano no Planalto Índigo. Mas para chegar até aqui, o treinador terá que viajar por toda a região coletando um mínimo de oito insígnias nos ginásios oficiais reconhecidos pela Liga.

Arquipélago Laranja

O Arquipélago Laranja é formado por uma enorme cadeia de ilhas tropicais que ficam situadas ao sul da região de Kanto. Apesar de ser formado por toda esta quantidade de ilhas, muitas delas são habitadas apenas por Pokémon. O motivo pelo qual pessoas de todo o mundo visitam o arquipélago é a sua esplendorosa paisagem, local perfeito para os turistas passarem suas férias!
O clima predominante no arquipélago é o clima tropical, diferente de Kanto, onde o predominante é o clima temperado. O Arquipélago Laranja também conta com uma Liga Pokémon local, o que atrai os treinadores a participar.
Para os que gostam de Pokémon aquáticos esse é o lugar perfeito para encontrar diversas espécies de Pokémon deste tipo. Diferentemente das outras regiões, onde é necessário que os treinadores conquistem oito insígnias, aqui é preciso somente quatro insígnias para participar da liga.
Como as ilhas ficam próximas à recifes de corais, todas as insígnias da Liga Laranja são feitas a partir de conchas coletadas do mar. As batalhas de ginásio aqui também fogem um pouco ao tradicional. Fica a critério do líder de ginásio decidir como será feita a disputa pela insígnia.
Neste local também encontramos pesquisadores famosos como a Professora Ivy, uma renomada pesquisadora Pokémon. É uma pena que não haja nenhum game Pokémon oficial onde se possa jogar no Arquipélago Laranja.


Johto

Johto é uma enorme região situada a oeste de Kanto. Juntos Johto e Kanto formam um gigantesco continente. Quem reside em Kanto e deseja seguir para Johto deve seguir à oeste do Planalto Índigo.
A primeira aparição desta região foi nos games Pokémon Gold/Silver/Crystal. Na região de Johto existem dezenas de Pokémon que raramente são encontrados em outros locais. Por isso treinadores de todos os lugares do planeta vem a esta região em busca desses Pokémon. A maioria das cidades de Johto tem nomes de plantas ou coisas relacionadas as plantas como Azalea e Violeta, por exemplo.
O pesquisador mais famoso desta região é o atrapalhado Professor Elm, cujo laboratório situa-se na Cidade de New Bark. As crianças que completam 10 anos e que querem ser tornar treinadores, devem seguir até o laboratório do Professor Elm para conseguir seu primeiro Pokémon. Os três Pokémon disponíveis são: Chikorita, Totodile e Cyndaquil.
O relevo da região de Johto é muito parecido com o de Kanto. Ele é marcado por uma grande área montanhosa na região norte. Johto é uma região que conta com sua própria Liga Pokémon. Conhecida como Conferência Prateada da Liga Johto, esta liga, assim como em Kanto, se reúne apenas uma vez por ano.
Para participar desta competição, o treinador terá que viajar por toda a região coletando um mínimo de oito insígnias nos ginásios oficiais reconhecidos pela Liga. Esta liga é muito mais difícil do que a de Kanto, pois os treinadores e líderes de ginásio de Johto são muito mais bem qualificados!

Hoenn

Hoenn , é um gigantesco continente que fica situado a sudoeste de região de Johto. O continente foi baseado na região de Kyushu, no Japão. É possível explorar esta região através do games Ruby/Sapphire/Emerald.
Lendas contam que o continente foi formado num passado distante pelos Pokémon Groudon e Kyogre, que tem o poder de criar áreas terrestres e oceânicas, respectivamente. A maioria dos nomes das cidades de Hoenn são formados pela junção de duas palavras (Little Root = Pequena Raiz, Fort Tree = Árvore de Forte, etc.).
Este continente é um dos maiores do mundo e é também um dos que conta com a maior diversidade de habitats naturais. No continente de Hoenn é possível encontrar Pokémon que raramente são vistos em outros locais do mundo. Por esse motivo e pelo fato de existir uma Liga Pokémon, muitos treinadores decidem viajar pelo continente na sua busca para se tornarem mestres Pokémon.
O pesquisador mais famoso do continente é o Professor Birch, que, pelo fato do clima quente da região, usa roupas tropicais, o que o torna um pouco diferente dos outros pesquisadores. Seu laboratório fica situado na Cidade de Littleroot.
Para as crianças que residem em Hoenn, que já atingiram a idade de 10 anos e que querem se tornar treinadores, basta seguir para Littleroot para pegar o seu primeiro Pokémon. Esses treinadores novatos poderão escolher entre três Pokémon para iniciarem a sua jornada: Treecko, Torchic ou Mudkip.
Por ser um continente muito extenso, Hoenn tem sua própria Liga Pokémon, que é disputada apenas uma vez por ano. A sede da Liga Hoenn fica na Cidade de Ever Grande. Para participar da liga, o treinador terá que viajar por todo o continente coletando um mínimo de oito insígnias nos ginásios oficiais reconhecidos pela Liga. 

Sinnoh

Situado ao norte da região de Kanto, Sinnoh é o enorme e mais novo continente que nos foi apresentado no mundo Pokémon. Este continente foi baseado nos aspectos geográficos da ilha japonesa de Hokkaido.
Sinnoh possui uma variedade muito grande de ambientes e habitats naturais, o que favorece a existência de espécies únicas de Pokémon. Diferentemente de Hoenn, Sinnoh é um continente predominantemente constituído por áreas terrestres, existindo apenas cinco rotas marítmas. Apesar disso, o continente é rico em água doce e pura.
Há lagos famosíssimos como o Lake Acuity, o Lake Valor e o Lake Verity. Próximo ao Lake Valor, na Turnback Cave, existe um lago secreto, conhecido como Sendoff Spring. Lendas contam que neste último lago reside o Pokémon lendário Giratina.Este extenso continente é dividido em duas regiões, a oriental e a ocidental, por uma imensa cordilheira chamada de Mt. Coronet. Cada uma destas regiões abriga Pokémon de espécies diferentes.
A região ocidental de Sinnoh é constituída por uma grande diversidade de paisagens. Apesar de possuir uma costa mais rochosa que a região oriental, a região ocidental possui uma terra mais fértil, o que explica o fato de termos mais cidades com características rurais.
Mas não é porque esta é uma região rural que não há cidades importantes. Na área ocidental de Sinnoh estão localizadas a Cidade de Oreburgh, a Cidade de Eterna, e a Cidade de Canalave, todas elas possuindo ginásios Pokémon. Isso sem contar a Cidade de Jubilife, o coração da região e a cidade com maior desenvolvimento tecnológico dentre todas as que compõem o continente de Sinnoh.
A região oriental de Sinnoh é uma área mais urbana e povoada. É nesta região que fica localizada a Cidade de Hearthome, onde acontece o Pokémon Super Contest. Além desta, também há a Cidade de Veilstone, onde está situada a Loja de Departamentos, a Cidade de Pastoria e a Cidade de Sunyshore. Nestas cidades também existem ginásios Pokémon, o que as torna pontos de parada para quem viaja por Sinnoh em busca de insígnias.
Na região de cordilheira, o Mt. Coronet, há apenas a quase inabitada Cidade de Snowpoint. A pequena quantidade de habitantes pode ser explicada pelo fato de a cidade ficar localizada quase que no pico da montanha, local de difícil acesso e onde a neve é praticamente eterna. Apesar de todas estas adversidades, Snowpoint possui um ginásio Pokémon, o que a torna passagem obrigatória para aqueles que estão coletando insígnias em Sinnoh.
A numeração das rotas de Sinnoh deixa claro que o continente não tem nenhuma ligação direta com Kanto, Johto e Hoenn. Estas rotas variam de 201 a 230. Algumas destas rotas são cobertas de neve, portanto para atravessá-las é bom ter um agasalho na mochila.

Ilhas Sevii

As Ilhas Sevii são um arquipélago formado por nove ilhas que ficam situadas a sudeste de Kanto. Assim como acontece com Kanto, Johto, e algumas regiões de Hoenn, as Ilhas Sevii também foram inspiradas em regiões do Japão. O local ao qual foram inspiradas são as Ilhas Bonin, localizadas ao sul da costa de Tóquio.
Uma curiosidade bem interessante é a história que deu nome às Ilhas Sevii. Segundo a lenda, as sete das nove ilhas que formam o arquipélago emergiram do mar em apenas sete dias. Após um longo tempo, uma outra ilha emergiu do mar, a Navel Rock e mais tarde ainda mais uma outra ilha também surgiu, a Birth Island, formando assim o arquipélago com nove ilhas que existe hoje.
Sendo assim houve a seguinte junção de letras: SEV (da palavra em inglês seven, que simboliza as sete primeiras ilhas que surgiram em sete dias) junto com II (número em romano que simboliza as duas ilhas que surgiram posteriormente). E foi assim que o arquipélago foi batizado de Ilhas Sevii.
Embarcando rumo ás ilhas Sevii
Para chegar até as Ilhas Sevii os viajantes devem seguir para o porto da Cidade de Vermilion. De lá partem diariamente balsas que levam a cada uma das ilhas que compõem o Arquipélado Sevii. Esta rede de balsas que levam os passageiros até as Ilhas Sevii são chamadas de as Balsas de Seagallop.
Para embarcar nas balsas que levam para as ilhas Knot, Boon, e Kin é necessário que você tenha o Tri Pass. Ele pode ser conseguido com o famoso pesquisador Bill após você ter derrotado Blaine na Ilha de Cinnabar. Agora se o seu desejo é viajar para as ilhas Quest, Floe, Chrono ou Fortune, você precisará do Rainbowpass, que você pode conseguir com um homem chamado Célio na Knot Island após ter derrotado a Elite Quatro e obter a National Dex.
Para embarcar na balsa que leva à Navel Rock ou à Birth Island, é necessário possuir o Mysticticket ou o Auroraticket, respectivamente. Ambos os tickets só podem conseguidos em eventos promocionais da Nintendo ou então por Gameshark.


:: Knot Island ::


A Ilha Knot é a maior de todas as ilhas que compõem o Arquipélago Sevii. Neste local você pode encontrar Slugmas e Magcargos. Também é aqui que vive a lendária ave do fogo, Moltres. O Pokémon lendário está descansando no Mt. Ember.
Na Ilha Knot você também encontra um homem chamado Célio, um Pokémaniaco amigo de Bill que, assim como o famoso pesquisador, também adora se vestir de Pokémon. Foi ele quem ajudou Bill no seu projeto com o sistema de armazenamento de Pokémon no PC.
Após ter derrotado a Elite dos Quatro, Célio lhe dará o RaibowPass para que você possa viajar para outras ilhas do arquipélago. 


Fiore é um belo, mas pequeno continente onde se passa o game Pokémon Ranger. O continente é uma ilha com uma grande área verde cheia de mata, árvores, montanhas e cercada pelo mar cujas águas são cristalinas. E é claro que um local como esse é o ideal para ser o habitat de diversas espécies de Pokémon.
Este local não poderia ser mais bem cuidado do que por pessoas chamadas Pokémon Ranger, que em português significa guardas-florestais. O continente fica muito distante de todos os outros e é considerado um local de preservação ambiental.
Uma curiosidade é que as quatro regiões do continente mais conhecidas são nomes derivados das estações do ano em inglês. Ringtown (Primavera), Fall City (Outono) Wintown (Inverno), e Summer Land (Verão).
Por ser uma área de preservação ambiental, o continente de Fiore não possui nenhuma Liga Pokémon ou qualquer outra competição do tipo.

Orre

O continente de Orre é a região não muito grande onde se passam os games da terceira geração, Pokémon Colosseum e Pokémon XD: Gale of Darkness.
O continente é formado por uma enorme cadeia de montanhas e possui um solo extremamente improdutivo, o que o torna quase um deserto. Devido a essas condições altamente desfavoráveis, são muito poucos os Pokémon que vivem por aqui. Segundo a Pokemon.com, o continente de Orre foi inspirado no deserto do Arizona. O nome do continente provavelmente vem da palavra em inglês “ore”, que quer dizer minério.
Apesar disso, alguns treinadores de Johto e Hoenn vem para cá, para aprimorar suas técnicas de batalha Pokémon. A maior parte das batalhas disputadas em Orre são do modo 2 vs 2, com cada treinador usando dois Pokémon por vez.
Em Orre não há nenhuma Liga Pokémon local, mas sim diversos estádios onde são disputadas as batalhas Pokémon. 

Fonte: http://harionpokemon.blogspot.com/2008/08/pra-vc-pokmon_26.html

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Design by Dicas Blogger.

TOPO